Produdos Tradicionais Portugueses
Agricultura e Produção Biológica
Parceria portuguesa para os solos
Sistema de Informação do Regadio
Bolsa Nacional de Terras
Rede Rural Nacional 
Boletim Informativo - Estratégia Nacional para a Agricultura Biológica e Plano de Ação
Agricultura biológica
Programa Emparcelar para Ordenar
Guia de apoio às explorações agrícolas
Serviço de Aconcelhamento Agrícola e Florestal
Tecnicos em Formação Regulamentada
Cartografia e Informação Geográfica
Grupo de Projeto do Mira
Estatuto do Jovem Empresário Rural (JER)

 

 

Dados Abertos
Consulta dos dados do cartão do gasóleo

Estatuto da Agricultura Familiar

biblioteca online

 

Legislação Nacional

Portaria 50/2020, de 27 de fevereiro 
Regulamenta as formalidades e os procedimentos aplicáveis ao reconhecimento e controlo das isenções e das taxas reduzidas do imposto sobre os produtos petrolíferos e energéticos (ISP). (Revoga a Portaria 117-A/2008, de 8 de fevereiro)  

Portaria N.º 206/2014, de 8 de outubro
Segunda alteração à Portaria n.º 117-A/2008, de 8 de fevereiro, que regulamenta as formalidades e os procedimentos aplicáveis ao reconhecimento e controlo das isenções e das taxas reduzidas do Imposto sobre os produtos petrolíferos e energéticos (ISP).

Portaria n.º 840/2010, de 2 de setembro
Regulamenta as formalidades e os procedimentos aplicáveis ao reconhecimento e controlo das isenções e das taxas reduzidas do imposto sobre os produtos petrolíferos e energéticos (ISP).

Portaria n.º 762/2010, de 20 de agosto
Altera o art.º n.º 62 da Portaria n.º 117-A/2008 de 8 de fevereiro.

Decreto–Lei nº 73/2010, de 21 de junho
No uso da autorização legislativa concedida pelo artigo 130.º da Lei n.º 3-B/2010, de 28 de abril, aprova o Código dos Impostos Especiais de Consumo, transpondo a Diretiva n.º 2008/118/CE, do Conselho, de 16 de dezembro.
    Atualizações ao Decreto-Lei n.º 73/2010 de 21 de junho:

  • Lei n.º 82-D/2014, de 31 de dezembro
    Procede à alteração das normas fiscais ambientais nos sectores da energia e emissões, transportes, água, resíduos, ordenamento do território, florestas e biodiversidade, introduzindo ainda um regime de tributação dos sacos de plástico e um regime de incentivo ao abate de veículos em fim de vida, no quadro de uma reforma da fiscalidade ambiental.
  • Lei n.º 82-B/2014, de 31 de dezembro
    Orçamento do Estado para 2015.
  • Lei n.º 75-A/2014, de 30 de setembro
    Procede à segunda alteração à Lei n.º 83-C/2013, de 31 de dezembro (Orçamento do Estado para 2014), à quinta alteração à Lei n.º 108/91, de 17 de agosto, e ao Decreto-Lei n.º 413/98, de 31 de dezembro, à quarta alteração à Lei n.º 28/2012, de 31 de julho, e à primeira alteração aos Decretos-Leis n.os 133/2013, de 3 de outubro, 26-A/2014, de 17 de fevereiro, e 165-A/2013, de 23 de dezembro, alterando ainda o Código do Imposto sobre o Valor Acrescentado, o Código dos Impostos Especiais de Consumo, o Estatuto dos Benefícios Fiscais e o Regime Geral das Infrações Tributárias
  • Lei n.º 83-C/2013, de 31 de dezembro
    Orçamento do Estado para 2014
  • Lei n.º 51/2013, de 24 de julho
  • Procede à primeira alteração à Lei n.º 66-B/2012, de 31 de dezembro (Orçamento do Estado para 2013), à alteração do Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares, do Código do Imposto sobre o Valor Acrescentado, do Código dos Impostos Especiais de Consumo, do Estatuto dos Benefícios Fiscais, à segunda alteração ao Decreto-Lei n.º 172/94, de 25 de junho, e à Lei n.º 28/2012, de 31 de julho, e à terceira alteração ao Decreto-Lei n.º 113/2011, de 29 de novembro.
  • Lei n.º 66-B/2012, de 31 de dezembro
    Orçamento do Estado para 2013.
  • Lei n.º 20/2012, de 14 de maio
    Primeira alteração à Lei n.º 64-B/2011, de 30 de dezembro (Orçamento do Estado para 2012), no âmbito da iniciativa para o reforço da estabilidade financeira.
  • Lei n.º 14-A/2012, de 30 de março
    Orçamento do Estado para 2012.
  • Lei n.º 64-B/2011, de 30 de fevereiro
    Orçamento do Estado para 2012.
  • Lei n.º 55-A/2010, de 31 de dezembro
    Orçamento do Estado para 2011.

Portaria n.º 150/2019, de 17 de maio
Procede à alteração do regulamento das taxas, montantes, regimes de cobrança e distribuição anexo à Portaria n.º 984/2008, de 2 de setembro

Portaria n.º 361-A/2008, de 12 de maio
Estabelece as regras de comercialização do GCM e os respetivos mecanismos de controlo.

Portaria n.º 117-A/2008, de 8 de fevereiro
Regulamenta as formalidades e os procedimentos aplicáveis ao reconhecimento e controlo das isenções e das taxas reduzidas do imposto sobre os produtos petrolíferos e energéticos (ISP).

Portaria n.º 463/2004, de 4 de maio
Altera a Portaria n.º 1509/2002 de 17 de dezembro.

Portaria n.º 1181/2003, de 8 de outubro
Actualiza o elenco dos equipamentos agrícolas que podem consumir gasóleo colorido e marcado.

Portaria n.º 1509/2002, de 17 de dezembro
Adota o marcador fiscal comum aprovado pela Decisão da Comissão n.º 2001/574/CE, de 13 de julho, alterada pela Decisão n.º 2002/269/CE, da Comissão, de 8 de abril, e aprova o Regulamento dos Procedimentos de Controlo da Utilização do Gasóleo, do Gasóleo de Aquecimento e do Petróleo Marcados e Coloridos. Revoga a Portaria n.º 93/97, de 7 de fevereiro.

Portaria n.º 605/2001, 27 de março
Procede à actualização do elenco de equipamentos agrícolas automotrizes que podem consumir gasóleo colorido e marcado: Ensilador, carregador de fardos, distribuidor de alimentos, máquina de limpeza de estábulos e colhedor de tabaco.


 

logo agri fam
CAOF
uso eficiente da agua
sistema de  reconhecimento de regantes

 

sir destaque2
Cartas Pery
NREAP
projeto BINGO
protocolo FFP
projetos cofinanciados
Guia de apoio à criação de microempresas
Guia de apoio às explorações agrícolas